Natação

Natação

Natação Adultos

A natação é conhecida por ser um esporte completo. Altamente recomendado por médicos, nutrólogos, fisiologistas e profissionais do esporte, em geral, é na natação que você desenvolve e fortalece seu sistema cardíaco, respiratório e principalmente muscular. Pessoas com rinite, sinusite, lesões musculares, entre outras doenças costumam praticar a natação como forma de recuperar as forças do organismo e ainda se exercitar. A natação é um esporte em que todos seus músculos são trabalhados. Músculos das pernas, dos braços, antebraços e assim por diante, são movimentados a medida que os exercícios são realizados dentro d’agua.

Considerado um dos esportes mais antigos que se tem conhecimento, a natação na antiguidade era primordial para a sobrevivência. Os primeiros registros feitos da modalidade remonta às pinturas rupestres de cerca de 7.000 anos atrás, na escrita essas referências estão presentes no ano de 2000 a. C. Conforme o tempo foi passando a atividade passou a ser recreativa e praticada como recreação e reabilitação.

É comum vermos pessoas que começaram a praticar a natação por achar a modalidade esportiva “mais fácil” do que as outras. Isso acontece porque na natação o impacto com a água diminui o atrito e a sensação é de que o esforço feito é menor. No entanto, na pratica profissional vemos que a natação também é capaz de levar o corpo ao extremo. Nadadores de alto rendimento costumam fazer um acompanhamento periódico com profissionais para tentarem levar o corpo até o limite do desgaste físico. Eles, assim como aqueles que não nadam profissionalmente, não podem praticar a natação sem a supervisão correta. Isto porque em um treinamento é preciso dosar a carga de exercícios de acordo com cada nível e sendo um esporte praticado na água, casos de afogamento, mesmo para aqueles que sabem nadar, podem acontecer. A supervisão e orientação nesses casos, é fundamental.

São conhecidos quatro nados oficiais, protocolados e reconhecidos pela FINA (Federação Internacional de Natação), são eles: nado de crawl, nado de costas, nado de peito e nado de borboleta.

A natação pode ser dividida em algumas modalidades, sendo elas: natação pura, polo aquático, saltos ornamentais, natação de águas abertas, natação sincronizada e mergulho. Na primeira delas, a mais praticada, são conhecidos quatro nados oficiais, protocolados e reconhecidos pela FINA (Federação Internacional de Natação), são eles: nado de crawl, nado de costas, nado de peito e nado de borboleta, além daquele que junta todos os quatro nados em um só: o medley. A natação pode ser praticada em qualquer idade, desde bebês até mais idosos. Para os maiores de 25 anos, a FINA criou uma categoria especial: a categoria máster, que não tem idade limite de participação.

No Brasil, a natação é muito conhecida, só perde para o futebol e para o voleibol em termos de popularidade. No cenário mundial, o país se destaca em competições sul americanas, sendo um dos principais países sul americanos na natação. Em termos olímpicos, o Brasil possui uma medalha de ouro na natação, com Cesar Cielo (2008) e mais 13 medalhas olímpicas, sendo quatro de prata e nove de bronze. A última medalha olímpica conquistada por brasileiros foi de Poliana Okimoto, na prova de maratona aquática (10km), na Rio 2016.